5 de set de 2017

Poesia da Noite

Um gole de cerveja...
Um sonho na mesa,
mortadela e calabresa,
mais um gole as avessas.

A mochila cheia de livros,
um velho casaco,
o garçom da o aviso,
o fechar das portas num estalo.

Na rua deserta,
o caminho de casa é uma reta,
conto meus passos,

ouço dos morcegos o guinchado,
Batmans nos telahados?
chego em casa embriagado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário