4 de jan de 2010

Juntando Poetas

De Neruda

pego alma desnuda,

um soneto apaixonado

que diz do cantar emocionado.

De Lorca

o que o coração provoca

gazel da intima hora,

o verso cigano mundo a fora.

De Vinicius

os eternos mimos

e todo seu lirismo,

de um garoto na praia andando,

feliz sorridente e cantando

de bem com o mundo e consigo.

Junto tudo isso ao amor que por ti sinto,

misturo com firmamento infinito,

dou uma passada no samba,

trago as coisas que você ama,

e está o seu poeta pronto,

fazendo poesia de nosso encontro!


(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário