1 de out de 2009

Recolher

Quando ao fim do dia
você conta sentada na cozinha,
das coisas ditas e aprendidas,
das tarefas cumpridas,
do quanto se tem por fazer ainda,
você diz sabedoria.

Quando num banho quente
deixa água escorrer levemente,
fazendo a mente voar,
para num sonho lindo repousar,
você diz desejo.

Nas agruras daqueles que tem medo,
mas mesmo assim cruzam o arvoredo
para no final da trilha encontrar o aconchego,
você diz coragem.

Nesse vagar recolhes o que é necessário,
para ser um novo usuário,
desse novo mundo que lhe traz visionário,
seu amor , seu poeta libertário!

(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário