30 de ago de 2009

Convite

Ando como um desconhecido,
mas as ruas já são conhecidas.
Traço caminhos diferentes
para itinerários já percorridos.
Meu instinto de Lacraus
me propõem sempre recomeço.
Não me recuso, pois sei
que tenho que recolher meu verso
pelos caminhos que segui e sigo.

Vejo uma mão que convida,
se entrelaça os dedos a minha.
Voz doce e agradável, fala e me intriga.
Diz: Vem , vem comigo fazer nossa sina!

(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário