21 de set de 2009

Amar a Moça de Minas

Moça de Minas!
Declamar para você é necessidade matutina,
teu respirar ofegante me ilumina!
Sua face que de vermelho ruboriza
faz versos da libido arisca,
que só no inundar das bocas a saliva
há refresco da paixão que nos atiça!
No medo que um instante paralisa
no outro farejo em ti a vontade que avisa,
do teu chegar de doce menina,
do beijar de mulher querida,
do teu gozar de felina,
rasgando minha pele fina
com tuas unhas e dentes
me beijando com todo furor que se sente.
No descanso do amar renitente
temos noção do que é o “eternamente”,
segundo preso no corpo e na mente
até nosso ritual de desejo começar
novamente teu corpo explorar,
nas minhas mãos reter tua crina....
Te amo moça de Minas!

(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário