25 de set de 2009

Une

Quando meus lábios ao seus
o amor que ninguém percebeu,
a paixão e o desejo une,
nem uma das leis dos homens
tem direito ou pune,
tal ato de verdade e liberdade,
que da alma faz vislumbre.

Quem condena,
o que o desejo feliz une,
nessa vida só vê azedume,
não alcança o brilhante cume,
da alegria que no sorrir surge.

O bálsamo de vida infunde
no cotidiano que nos une,
cada palavra dita amiúde
é símbolo e linda virtude,
que espalha sua atitude
de amar, e me querer amar
sem a menor finitude!
Tudo isto nos une!

(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário