8 de set de 2009

Amor & Imensidão

Hoje dormi a acalentar
seus suspiros no coração,
seus arroubos de prazer
até agora não me deixaram,
sua libido perpetua-se
até a imensidão.
Que não é deserto
nem mar de vagalhão,
é jardim de flores da estação,
que em seu espaço diminuto
traz a mim seu mundo astuto,
e você me traz em seu tornozelo
e eu te trago ao redor de meu dedo,
símbolo do amor de então
que pode ser maior que nação,
que cabe em um refrão
nos beijos tórridos
a sombra de algum caramanchão!

(Para Cristiane)

Nenhum comentário:

Postar um comentário